O que já se falou dessa guinada ecologicamente responsável realmente não foi pouca coisa. Há alguns anos quase todo o conteúdo e tendências para o mercado, assim como novas marcas, foram insistentemente incentivadas a procurarem se adequar aos processos Eco. Ações muito interessantes quando bem aplicadas, é verdade.

O problema é justamente saber o que fazer, afinal muita gente investiu pesado em uma ideia que não sabe como direcionar. Nada mais legal que uma empresa ecologicamente responsável; nada mais feio que uma empresa soando falsa na intenção de ser Eco.

Uma das formas mais eficazes de entrar nessa forma verde de ver o mundo é utilizar o Marketing Digital. Só pra se ter uma ideia, no Brasil são gastos 60.000 toneladas de lixo não reciclável por dia. Uma parcela considerável desse total vem de ações de panfletagem e comunicação impressa, ações que possuem resultado cada vez menor na era da informação-inovação.

É preciso lembrar que o seu público está online, consumindo produtos e informações com uma voracidade absurda. Sabendo disso, comunicar com uma linguagem compatível com seu nicho de mercado é essencial. Um gerenciamento rápido, com conteúdos relevantes nas mídias sociais também é a base desta comunicação. Ações simples que economizam papel, energia, tempo, combustíveis e ainda te aproximam de clientes e prospects.

O importante é encurtar distâncias, estar disponível em qualquer hora do dia ou noite e com facilidade na nuvem, mas com uma identidade definida para seu negócio e nos canais digitais certos.

É claro que investir apenas em Marketing Digital não te faz o salvador do Planeta Terra. Empresas bem posicionadas que pensam em modificar suas relações ambientais podem expandir sua busca por fornecedores ecologicamente responsáveis, procurar colaboradores e funcionários que já vivam uma vida Eco, investir localmente em pequenos agricultores, produtores e fortalecer seu networking ecológico.

Vivendo bem, vivemos mais!

Share This